NOTÍCIAS
   
   

Sede do CCZ é arrombado
Bandido destruiu computador, roubou HD e danificou documentos
04/02/2014

Funcionários do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) que chegaram para o trabalho nesta terça-feira 04/02 tiveram uma  desagradável surpresa ao perceberem que o local havia sido arrombado durante a madrugada.


Pelo cenário encontrado pelos funcionários cria-se a suspeita de que quem invadiu o centro não tinha como meta roubar algum objeto.


O gerente do CCZ, Vítor Marques de Almeida, relatou que embora tenha sido furtado um botijão de gás, gavetas com arquivos foram revirados e um computador foi destruído e roubado o seu HD que continha relatórios de adoção de animais, dados de vacinação, ofícios e outros documentos importantes para o desenvolvimento do trabalho do Centro de Controle de Zoonoses. O computador foi danificado e jogado na área externa do CCZ.


O ato criminoso ocorreu justamente um dia após a equipe lançar o projeto “Quem ama castra”, que visa realizar a castração de cães e gatos, de forma gratuita por meio de mutirão que vai percorrer todos os bairros do município, de forma inédita. A meta é ambiciosa e prevê que cerca de 3 mil animais serão ser castrados.


Segundo Vítor Marques de Almeida, desde o início da atual administração a equipe do CCZ trabalha buscando o cumprimento de forma efetiva da Lei nº 4.919, de 28 de dezembro de 2006, que autoriza o Executivo Municipal a instituir o “Programa de Proteção aos Animas”. A aplicação da Lei pode ter motivado o arrombamento. Tal ação pode ter incomodado alguém que por descumprimento da legislação foi notificado pelo CCZ. “Quem entrou no CCZ estava à procura de documentos e não de objetos de valor. Talvez procurando um documento que tenha alguma notificação da própria pessoa que entrou aqui. Quem sabe até ela conseguiu achar o documento”, Vitor Marques.


Funcionários também afirmaram que a comunidade sempre cobra ações do CCZ, mas embora eles trabalhem para cumprir o que determina a lei e planejar metas que visam o controle e a proteção da população animal no município há também aqueles que querem impedir a atuação deles, tendo em vista que o local já foi arrombado outras três vezes.


Ainda não se sabe ao certo de que forma e quantas pessoas entram no CCZ, mas no que tudo indica a janela da sala dos funcionários foi usada como acesso à área interna imóvel. Foi registrado um boletim de ocorrência e a perícia técnica da Polícia Civil foi acionada.



Atuação

A atuação do CCZ de Conselheiro Lafaiete vem recebendo elogios de profissionais que atuam na área veterinária e de entidades ligadas à proteção dos animais, por iniciativas como o recém anunciado mutirão de castração e a bem sucedida campanha de adoção.




 
 
Assessoria de Comunicação - PMCL